Notícias

Arrecadação com o IPTU possibilita grandes obras na cidade

Tudo o que a Prefeitura arrecadar com IPTU deste ano, além de garantir o funcionamento da própria gestão, inclusive com pagamento dos servidores, será transformado em grandes obras e intervenções na infraestrutura urbana da cidade, bem como melhorias nas áreas essenciais, a exemplo da saúde e da educação. O dinheiro do IPTU é, inclusive, a principal garantia do empréstimo que a Prefeitura vai tomar junto à Caixa Econômica Federal para viabilizar a principal obra física dessa administração na área da mobilidade e que terá início este ano: a construção do corredor exclusivo de BRT que vai ligar, na primeira etapa, a Estação da Lapa à região do Iguatemi. O edital para a licitação será publicado até março, segundo a Casa Civil.

A obra vai custar cerca de R$800 milhões e, além do empréstimo, terá contrapartida da União e da própria Prefeitura, que espera arrecadar R$900 milhões com o IPTU de 2014. Esses recursos vão possibilitar ainda a realização de obras como a recuperação da Ladeira do Cacau, cuja ordem de serviço foi assinada hoje pelo prefeito ACM Neto e que vai custar R$6 milhões. “Sem a arrecadação do IPTU a cidade pararia. Salvador anseia por uma grande transformação, e estamos colocando esse anseio em prática. Essa é uma tarefa de todos nós. Por isso, não podemos abrir mão do imposto”, afirmou o prefeito.

Outra investimento importante com a arrecadação do IPTU é a requalificação da Orla, que vai gerar mais emprego e renda e aquecer o turismo na cidade e no estado. As obras estão em andamento na Barra, Ribeira e São Thomé de Paripe. Nos próximos dias, será assinada a ordem de serviço para a requalificação da praia de Tubarão. Na área da recuperação asfáltica, serão beneficiados 50 quilômetros de recapeamento. Somente no Subúrbio, serão investidos R$10 milhões para a troca de asfalto velho por novo.

A Prefeitura também informou que vai investir este ano R$50 milhões em obras de contenção de encostas e mais R$20 milhões em limpeza de canais, intervenções essenciais para preparar melhor a cidade para o período de chuvas. Os recursos serão significativamente superiores aos de 2013, quando a atual gestão encontrou o orçamento pronto e foram investidos R$ 2 milhões em contenção de encostas e R$ 15 milhões em limpeza de canais. Esse aumento se deve ao IPTU de 2014.

A arrecadação do IPTU vai possibilitar ainda a construção de passarelas importantes, como a da região da Madeireira Brotas, e obras de ordenamento do espaço público, além de continuação da reforma de postos de saúde, escolas e recuperação de praças.

>>Confira aqui outros projetos e ações que sairão do papel graças a arrecadação do IPTU